ACESSIBILIDADE MAPA DO SITE ALTO CONTRASTE TAMANHO DA FONTE:
  • A+
  • A
  • A-

POSTADO EM 12 Jun 2018 · Saúde

Você usuário do SUS sabia?

Você usuário do SUS sabia?

 

Que nos servidores da atenção básica realizamos acompanhamento e captação de gestante precoce, com realização da primeira consulta de pré-natal até 120 dias de gestação, procedendo-se ao necessário cadastramento e alimentação do SISPRENATAL ( sistema de acompanhamento do programa de humanização do pré-natal e nascimento). Devendo aos agentes comunitários de saúde e as equipes de saúde da família, realizar busca ativa permanente.

– Realizamos, sete consultas de pré-natal, sendo, preferencialmente, uma no primeiro trimestre, três no segundo trimestre  e três no terceiro trimestre da gestação, para garantirmos uma gestação tranquila as mamães e aos bebês e acompanhar o crescimento  de cada um, realizamos teste rápido, exames laboratoriais e exames de imagens no primeiro e terceiro trimestre de gestação como preconiza a caderneta da gestante segundo ministério da saúde para evitar doenças sexualmente transmissíveis e evitar ou diagnosticar possíveis  doenças congênitas.

Nessas consultas fornecemos: pedidos de exames, olhamos os resultados dos mesmos, receitas de medicamentos necessários, fazemos acompanhamento de peso, altura uterina, batimento fetal, caderneta da gestante, encaminhamos para sala de vacina onde realizamos a imunização necessária, e sala dos odontólogos para avaliação dentaria e etc.

Nas consultas conversamos com as gestantes sobre a importância do parto normal que é a maneira mais natural para dar a luz, mas muitas mulheres tem medo da dor, mas é possível minimizar a dor através de alguns métodos não farmacológicos como banho de imersão, caminhadas, massagens ou acupuntura. No entanto, um dos passos mais importantes para conseguir ter um parto normal sem problemas é fazer todas as consultas de pré-natal, pois ajuda o médico à saber se existe algo que impeça o parto normal, como alguma infecção ou alteração no bebê, por exemplo. Mas se estiver tudo bem com a mãe e om o bebê, não existem contraindicações para o parto normal e basta deixar a natureza agir.

Realizamos uma vez ao mês um atendimento exclusivo para gestante, onde oferecemos acolhimento e palestras informativas a este público, com equipe multiprofissional que são: Médicos, enfermeiros, psicólogos, nutricionista, fisioterapeuta, odontólogos e educador físico. Fazemos uma roda de conversa onde elas expõem suas experiências e tiram duvidas com estes profissionais, realizamos a entrega e informamos a disponibilização de dois frascos de repelentes mensais a serem retirados na farmácia básica de saúde com a caderneta da gestante e cartão SUS.

Após o nascimento do bebê na primeira semana de vida, realizamos uma visita a puérpera e ao RN onde passamos informações de grande valia como a importância da triagem neonatal: teste do pezinho, teste da orelhinha que devem ser realizados até 40 dias após o nascimento. E já agendamos a consulta puerperal, onde os agentes comunitários de saúde realizam busca ativa para identificar a mulheres que não fizeram esta consulta.

A unidade básica de saúde, junto à Secretaria de saúde agradece a atenção!